Moderadores: Casimira Flor, Nuno Silva
  • Proceder à análise e investigação dos acidentes de trabalho de maneira a determinar as causas que o originam;
  • Implementar acções que visem evitar a sua repetição.
 
Benefícios provenientes da análise e investigação de acidentes:
  • Reduzir lesões e doenças relacionadas com o trabalho;
  • Identificar riscos potenciais nos postos de trabalho;
  • Implementar um sistema de comunicação de incidentes eficaz;
  • Avaliar os controlos implementados;
  • Prevenir acidentes e lesões em operações semelhantes.
  
Método dos porquês:
 
  • Porquê que o trabalhador se lesionou?
  • Porquê que a máquina falhou?
  • Porquê que a protecção estava inactiva?
 

E assim sucessivamente, lançando inúmeros “porquês” de modo a obter todas as respostas. 

 
Cada trabalhador deve, na medida das suas possibilidades, cuidar da sua segurança e saúde, bem como da segurança e saúde de outras pessoas afectadas pelas suas acções ou omissões no trabalho, de acordo com a sua formação e as instruções dadas pela entidade patronal.
 
Assim devem os trabalhadores:
 
  • Zelar pela sua segurança e saúde, bem como pela segurança e saúde das outras pessoas que possam ser afectadas pelas suas acções ou omissões;
 
  • Utilizar e manusear correctamente substâncias perigosas, máquinas, equipamentos e outros meios;
 
  • Utilizar e manusear correctamente o equipamento de protecção individual posto à sua disposição e cuidar da sua conservação e arrumação;
 
  • Não interferir arbitrariamente com os dispositivos de segurança de máquinas e equipamentos, utilizando-os correctamente;
 
  • Comunicar imediatamente à entidade patronal e/ou aos trabalhadores qualquer situação de trabalho sobre a qual tenham motivo plausível para pensar que representa perigo grave e imediato;
 
  • Colaborar com os trabalhadores desempenhando funções específicas em matéria de segurança e saúde, para possibilitar o cumprimento de todas as tarefas ou exigências impostas, a fim de proteger a segurança e a saúde dos trabalhadores nos locais de trabalho;
 
  • Colaborar com a entidade patronal permitindo que esta assegure condições de segurança e saúde nos locais de trabalho (art. 15, nº 5 do DL 441/91, de 14/11).